Portal da Saude

Portal da Saúde
Demência. Os primeiros sintomas e como podemos ajudar.
⌚ 25.10.2019
Centro Hospitalar Conde de Ferreira

O Centro Hospitalar Conde de Ferreira tem ao longo dos últimos anos criado respostas especializadas, integradas e complementares para aqueles que sofrem de Demência e os seus Cuidadores.

As respostas especializadas deste Centro Hospitalar para a Pessoa com Demência, são dadas em regime ambulatório, internamento, domiciliar e Centro de Dia para Doentes de Alzheimer e outras Demências

O diagnóstico precoce de Demência pode ser feito com uma Avaliação Neuropsicológica e na Consulta de Psiquiatria. Conhecendo a elevada prevalência das demências nos dias de hoje, em especial da Demência do tipo Alzheimer, quando mais cedo agirmos, maiores serão os benefícios para o próprio e para quem cuida.

Os primeiros sintomas a estar atento são a perda de memória recente, a desorientação no tempo e no espaço, a dificuldade para encontrar palavras e perceber o que lhe dizem, dificuldades no cálculo e nas finanças, incapacidade de planear e fazer tarefas que lhe são familiares.

Após o diagnóstico existe muito que podemos fazer pela Pessoa com Demência sendo a estimulação cognitiva, por exemplo, fundamental para retardar a evolução da doença. Trabalhar as áreas preservadas para manter a maior autonomia e independência da Pessoa com Demência e diminuir o desgaste do cuidador é fulcral. É por isto, que o Centro Hospitalar Conde Ferreira oferece este serviço em regime Ambulatório e Domiciliar.

No Centro de Dia para Doentes de Alzheimer S. João de Deus, que celebra no próximo dia 28 de outubro o seu 9º aniversário, tem sido dado cumprimento aos seus objetivos. São estes: preservar e estimular as capacidades psíquicas e a autonomia ainda conservadas, retardando a evolução da doença; Promover a manutenção do utente no seu ambiente familiar; Dar apoio aos familiares/cuidadores; Diminuir a institucionalização do doente em Unidades Residenciais ou Unidades de Cuidados Continuados; Recorrer ao uso combinado das terapias farmacológicas e não farmacológicas

O Centro de Dia S. João de Deus funciona de 2ª a 6ª feira entre as 8h30 e as 20h00 horas, acolhe até 30 utentes para os quais pode providenciar serviço de refeições (jantar incluído) e de transporte.

Aqui, diariamente os utentes fazem sessões de estimulação cognitiva, estimulação sensorial, terapia de orientação para a realidade, treino de Atividades de Vida Diária (AVD's), terapia de reminiscências, expressão plástica, dança, atividade física e fisioterapia.

Todos os dias, o trabalho que realizamos é de promoção da qualidade de vida e do bem-estar da Pessoa com Demência, diminuindo o seu isolamento social, promovendo a manutenção da sua autonomia e retardando o desenvolvimento da doença.

É essencial no trabalho que desenvolvemos, diminuir o desgaste do Cuidador Informal, pelo que outra área de intervenção do Centro de Dia é a de aproximar os cuidadores formais dos informais.

No internamento, a pessoa com Demência pode ser admitida por um período de curta duração ou de longa duração.  A primeira tem como objetivo a estabilização psicopatológica, o reajuste terapêutico e/ou o descanso do cuidador informal. No internamento de longa duração, são prestados cuidados especializados à Pessoa com Demência em fases mais avançadas ou quando a sua situação social/familiar e/ou clínica assim o exigem.

A utilização de cookies neste website tem como principal objetivo melhorar a sua experiência.
Ao clicar em qualquer link nesta página está a dar-nos a permissão para usar cookies.